Pesquisar este blog

8 de agosto de 2007

Sophia.

A semana de aulas na faculdade começou.
Aquela euforia de calouros pelos corredores ficou guardada para semana que vem.
Essa, até agora, tem sido apenas para que possamos rever os colegas e adaptarmos-nos aos trejeitos dos professores, as novas e velhas regras, e para que as devidas apresentações formais sejam feitas.
Estou encantada com os professores de Filosofia e Sociologia, e isso indica que muito provavelmente minha Iniciação Científica parta desta vertente, com aplicação ao Direito. Resguardo o título de encantamento maior para a Professora de Método de... (pausa pensativa)
Enfim, a matéria que ensina a pesquisar de maneira acertada, melhor planejada. Só sei que começa com Método e termina com Jurídico, o nome da disciplina, podendo ser "Método do Trabalho Científico Jurídico", muito provavelmente.
-Além dela se parecer muitíssimo com a Rita Lee, tem uma doçura cativante, e é muito segura e atual. Exemplar, se preferir.

Bem, claro que estamos começando o semestre, de apenas quatro meses letivos, de fato, e daqui tem que sair a base para minha Iniciação. Adoraria escrever sobre o lado positivo da positivação do Direito na sociedade atual, que embora possa sugestionar um pleonásmo, é uma questão seríssima, devida toda lentidão do legislativo/judiciário, a burocracia e os afins. Mas ainda não me sinto Kelsen ou Kant, para formular soluções, críticas ou apontamentos diferenciados deste tema tão amplamente discutido, e tão raramente concensual; Também, não tenho pretenção de ser tão brilhante.

Queria começar agora.
Mas não tenho bagagem, não tenho espaço, não tenho tempo, ânimo, e também não tenho neurônios disponíveis: todos estão ocupados com o cotidiano fútil que persegue meus pensamentos dramáticos e romancistas, e tanto os ocupam, que não resta mais o que eu possa fazer.
Estou cheia daquelas idéias mirabolantes, planos infalíveis, ações fatais, que não são nada do proposto, nem levam a lugar algum.
Resta-me então, talvez, "pindurar" muito mais que uma refeição, no próximo dia 11 deste mês, devido a comemoração da introdução da disciplina de Direito em graduação, mas também esses maus vícios que eu tenho, de atropelar o curso das águas, ou pura e simplesmente contar com a inércia dos fatos.
Posso pendurar e esquecer que o fiz.
E então, nem terei dívidas a saldar.
Seja comigo mesma, seja cá com meus botões, seja com um aqui e outro lá.




Momento Post It interno para lembrar daqui anos futuros: O título do post não é em vão. Se o pai da menina não quiser Maria Fernanda ou Maria Clara, ou outra Maria que possa surgir, sua única opção será Sophia, dados motivos óbvios, suponho. Meu menino continua sendo o João Pedro. E isso ele vai ter que aceitar.

3 comentários:

Fê Savino disse...

Hehehe.. é verdade! Eu fiz o mesmo comentário aidna ontem: é a própria Rita Lee com o cabelo um pouco mais escuro!!!
E vamos lá.. mais um semestre em nossas vidas. Forçaaaa, menina!
Bjocas

Mariana disse...

Leenda!
A minha professora favorita também é a de Metodologia. Na Puc nós Temos Metodologia e Lógica Jurídica aplicada até o final do Segundo ano...

Mariana disse...

Ah, eu quero ter uma sofia, ou Luísa.